Foto: Ronaldo Barreto/NETLUSA

A Portuguesa perdeu a primeira de várias decisões que terá até o final do campeonato para permanecer no Paulistão. No primeiro confronto contra uma equipe do mesmo nível e sem divisão, a Portuguesa demonstrou aquilo que nós alertamos desde o anúncio dos reforços: é um time ruim, com cara e jeito de A2.

+ Mazola Júnior não é mais o técnico da Portuguesa

Se não bastasse todos os alertas, o treinador Mazola Júnior, mais uma vez, insistiu em manter a escalação que foi surrada pelo time misto do São Paulo. Um claro recado ao torcedor que ele morrerá abraçado com as inúmeras contratações indicadas por ele e chanceladas pelo executivo de futebol Toninho Cecílio. 

Cecílio, inclusive, deu um show à parte no camarote da diretoria durante e após o jogo. Xingando arbitragem os 90 mins e disparando contra FPF em uma coletiva improvisada ao final da partida (propiciando um dos momentos mais vexatórios da história). 

camisa da lusa

Alegou que era o segundo erro crasso contra a Portuguesa no Paulistão. O que ele se esqueceu é que ontem Madison deu uma entrada criminosa com míseros 20 SEGUNDOS DE JOGO e uma cotovelada ainda no 1º tempo, estando amarelado, que Victor Ramos, zagueiro mais famoso pela vida fora dos gramados (ah se a bola fosse uma Panicat…não perderia uma dividida) participou ativamente em cinco dos nove gols sofridos no campeonato e que João Victor (contratação do treinador e terceiro reserva do Ituano) não acertou nem 50% dos passes que tentou.

A Portuguesa é um deserto de ideias dentro e fora de campo. As muletas para se escorar já começaram na vexatória entrevista. A arbitragem por acaso contratou João Victor e Victor Ramos? O Água Santa, que não tem divisão, mas possui uma folha de Série B (palavras de Cecílio), apostou em um treinador decadente como Mazola?

Um time que troca menos da metade dos passes do adversário não pode terminar a partida com menos de 60% de acerto nesse fundamento. Ainda mais quando a proposta é jogar por uma bola no erro do adversário. Como terá efetividade se as peças que devem conduzir a bola não acertam nem 50% dos passes (caso do João Victor)? 

Para um time que o presidente declarou em entrevista que a folha salarial é de 1 milhão e 100 mil reais, fica nítido que gastaram mal o dinheiro, trazendo o que apareceu na frente e aceitando mais uma vez opiniões de treinador sem qualquer investigação ou questionamento. 

Nos livramos de Mancha, Cesinha e Gustavo França para ver o time trazer Bortoluzo, João Victor e Lucas Nathan (com toda certeza pagando mais caro). Um time que aposta na revelação sub-20, mas com um treinador que crítica abertamente o jogador.

No show de horror que chamamos de coletiva, Toninho garantiu Mazola, o que assegura automaticamente sua permanência. Afinal, quem aqui irá assumir que errou, colocando em cheque sua permanência em um cargo que o presidente aceita tudo de alguém que diz entender de futebol? 

É importante lembrar que Castanheira, que adora um microfone para falar dos seus incríveis feitos que não passam de mera obrigação, caiu no conto de Cecílio e Mazola, assim como caiu nas histórias de Flávio Alves e Fernando Marchiori. Os dois últimos lotaram o elenco em 2021 trazendo cerca de 60 atletas para jogar uma Série D e uma Copa Paulista, campeonatos que são totalmente deficitários, ainda mais para um clube que não tem renda fixa e precisa pagar os credores. Morremos no caminho nas duas disputas.

Sobre a parte financeira, existe um desencontro entre presidente e diretor de futebol. Um alega que gastamos 1 milhão e 100 mil (mês), o outro diz que o Água Santa gasta o dobro da Portuguesa. Quem está falando a verdade? No Canindé é difícil saber. Talvez nenhum dos dois é a hipótese mais provável. 

Parafraseando o que Cecílio disse na fajuta coletiva: ‘Aqui não tem vagabundo e nem palhaço’. Essa torcida está cansada de mentiras, desculpas e promessas. 

Sabemos que a nossa briga é contra o rebaixamento. Não passamos oito anos sofrendo no limbo, sonhando por jogos grandes e competições de elite para cair de forma bizarra, vexatória e medíocre.

O presidente Castanheira, como bom vendedor de seguros que é, agora tenta vender ao torcedor culpas e expectativas furadas. Inclusive a ‘apólice de culpa’ pela venda do mando. Sendo que não é a torcida que gerencia o clube. Não somos nós os responsáveis pelo aumento das dívidas a curto prazo. O que explica a desesperada venda de mando mal contada.

A Portuguesa contraria aquele clichê do “voltou para onde jamais deveria ter saído”. Parece que voltou para onde jamais deveria ter voltado. Nitidamente não entenderam o que é o Paulistão.

* Tiago Cabral, 33 anos, privilegiado por ter visto a última era de ouro da Portuguesa. Súdito de Capitão, cover fracassado de Clemer e o maior anticandinho do Pari. Corneteiro profissional com análises totalmente ácidas quando se trata da Lusa.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do NETLUSA

9 comentários

  1. Perfeito …assino embaixo…gastaram tempo e dinheiro com esse treinador de m…., trouxeram um monte de pé de rato…mandaram embora o Caio Mancha, Gustavo França , Cesinha , etc..Que são muito melhores que esses b….. Que estão no time…seus orelhudos do c….

  2. Difícil manter a educação e respeitar quem quer que seja numa situação caótica como essa. Como em poucos meses, após a benesse de conseguirmos uma classificação para a Série A, podemos apresentar jogadores, os quais perdem para os seus pares do tempo do João Avelino, o que também foi resultado de um desastre biliar. Porém hoje temos comunicação digital nas mãos de todo mundo, cobrimos todos os jogos, temos informação relevante sobre qualquer atleta, então os cornetas tem tudo nas mãos, E ELES ESTÃO TOTALMENTE CERTOS, o que temos visto é um clube com jogadores sem qualquer condição de representar a Lusa num gramado como o do Morumbi, quanto mais pisar no Canindé das grandes promessas e estrelas do futebol mundial, porém ainda temos tempo, pois também há jogadores que podem prestar um bom serviço a Lusa, principalmente se tiverem orientação de alguém que entende de futebol. O Mazzola ( Palmeiras e Itália ) foi um grande atacante, mas o Xará dêle esta denegrindo o nome de uma lenda, já vai tarde, não sabe nada, e como disse o Cabral, mas complementando, não é Portuguesa que não merece a A-1, é o Mazolla que nunca devia ter saído de onde estava, para treinar a Portuguesa, não pode nem treinar o time do chopp no sábado, vai para casa Mazzola…

  3. Muita incompetência junta, dá nisso que estamos vendo.
    E falam dentro da APD que o problema é só falta de dinheiro…me engana que eu gosto.
    Cadê os Castanhetes que vivem defendendo o indefensável?
    Sumiram?

  4. Sr. Cecilio , ou é um incompetente, ou é muito burro. – Esse treineiro contratou o 3, o 5, o 6 e outros caneludos que não jogam absolutamente nada e nem disfarçam, são ridículos, NÃO PODEM VESTIR A NOSSA CAMISA

  5. Gostei do texto explicando muito bem o que acontece na Portuguesa. O Castanheira precisa ler todas as mensagens dos torcedores e entender essas reclamações. Precisa parar de falar nos feitos da administração que não faz mais que a obrigação de um dirigente de qualquer entidade . Agora no Futebol precisa receber aulas dos times do interior que estão anos luz a frente do futebol que a Portuguesa desenvolve. São anos e anos sempre com a mesma mentalidade de incompetêncioa e conhecimento do futebol. É sempre a mesma qualidade medíocre pra contratar jogadores que parecem ser robôs pra jogar futebol. Vc. não vê nenhum jogador contratado diferenciado e de qualidade. Na maioria das vezes trocam 6 por 5, o que demonstra que na Portuguesa essa diretoria, como as outras anteriores, desconhecem tudo de futebol.

ATENÇÃO: este é um espaço para debate saudável sobre a Portuguesa. Todas as mensagens e os seus autores são rastreados. Seja educado e respeite os colegas do site. O NETLUSA não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários.

Please enter your comment!
Please enter your name here