Daniel Costa comemora gol contra o Linense
Daniel Costa comemora gol contra o Linense (Foto: Dorival Rosa/Portuguesa)

Existe a possibilidade, mesmo que remota, de jogar por quase 90 minutos com um jogador a mais, levar um sufoco, sofrer o gol de empate no fim e ainda assim achar que o resultado foi positivo? Se eu disser isso assim, solto, vão me chamar de louco, idiota ou passador de pano.

LEIA TAMBÉM: Sérgio Soares analisa empate, valoriza ponto e aponta erros da Lusa

Mas se o contexto for colocado à mesa, com uma dezena de desfalques, calor senegalesco do meio-dia de um domingo de verão em Lins e 61 horas de intervalo entre o fim de um jogo em que teve que se segurar com um a menos por 80 minutos – e dois nos últimos 16 -, aí sim, ter empatado com o então vice-líder Linense foi um resultado para lá de positivo.

Obviamente, frustra não ter dominado o jogo mesmo vendo o adversário reduzido a 10 homens logo no décimo minuto, mas, convenhamos, levando em conta o que aconteceu nos jogos com o São Caetano e o Juventus, a Lusa somou um ponto em vez de ter perdido dois.

A camisa listrada da Lusa chegou na NETLUSA Store. Garanta já a sua pelo melhor preço e com frete grátis

Ainda mais tendo levado três bolas na trave, mas a sorte é parte do pacote e ninguém pode desprezá-la. Sérgio Soares tinha duas opções: carregar e tentar matar o jogo, sob pena de desgastar ainda mais um elenco já reduzido e castigado pelo forte início de temporada em que se joga duas vezes por semana, ou administrar uma vantagem mínima tendo a favor uma liderança relativamente tranquila na tabela e o objetivo de chegar ao fim da primeira fase na melhor colocação possível.

Sob este segundo aspecto, pontuar passou a ser mais importante que arriscar ainda mais a saúde do elenco por dois pontos que, teoricamente, não são fundamentais na disputa por uma vaga. Aí o resultado, reforço, pode ser visto sob duas óticas diferentes, mas que nenhuma pode ser tratada como uma verdade absoluta e, consequentemente, transformando a outra em absurdo: i) não é admissível sofrer um gol no fim tendo superioridade numérica; e ii) dentro das circunstâncias do certame, somar pontos com o time remendado, fora de casa e contra o segundo colocado não pode jamais ser considerado um mau negócio.

O que não significa, porém, que Sérgio Soares esteja imune a críticas. Parte do trabalho do treinador é gerir o elenco para ter, à disposição, condições para armar o melhor time possível, e o controle emocional é um dos pontos sob a alçada do treinador. Com isso, este colunista não está dizendo de forma alguma que a Portuguesa é um time destemperado, mas jogos como o que precisou puxar forças sabe-se lá de onde para segurar o placar com dois a menos podem causar um desgaste que, lá na frente, pode cobrar o preço.

E, sabemos, não costuma ser barato.

* Marcos Teixeira, 43, é jornalista, lusitano e colunista do site Ludopédio.org

NETLUSA NAS REDES
Siga-nos no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube!

5 comentários

  1. Jogamos com 1 a mais apenas no nº de jogadores. Na verdade, jogamos com 10. Caio Mancha está nitidamente desgastado. Ainda no primeiro temo, curvou o corpo e apoiou as mãos no joelho por duas vezes. Isso é um movimento típico de quem está cansado. Daniel Costa, por sua vez, e que não é tonto nem nada, pouco se movimentou. Nos dias atuais do “futebol intensidade”, ele só joga em time que tem um “Marzagão” para marcar por ele. Sem o nosso multihomem, DC, como se diz na boleiragem, só fez sombra. Enfim, além dos erros de passe, que fazem o time correr mais, tinhamos dois em campo que pouco correram (acertadamente para n se lesionarem). Por isso e mais o que vem já foi dito, foi um ótimo resultado.

  2. fiquei frustrado com o 2o. tempo, mas . . .. tem de pensar no pacote todo, com 5 no DM , 3 suspensos, e um SOL para cada um ( falam em 34 graus) foi lógica a opção de enrolar o jogo e tentar se possível ficar com os 3 pontos.
    Mas o resultado foi justo, eles já tinham colocado 3 bolas nas traves e mereceram o gol no fim.
    Que venha o XV , perdemos mais 2 por cartões, mas voltam 5, só o Marzagão vale por 3 KKKK

  3. Discordo da colocação sobre esforço contra o S. Caetano , minha visão é ao contrario , veja gangando os pontos desse jogo temos gordura para descanço e rodizio para parte mais importante do campeonato…..valeu o esforço sim!

Atenção: este é um espaço para debate saudável sobre a Portuguesa. Respeite os colegas rubro-verdes do site. Ofensas são proibidas e o comentário não será publicado.

Please enter your comment!
Please enter your name here