Carlos Henrique durante entrevista coletiva no Canindé
Carlos Henrique durante entrevista coletiva no Canindé (Foto: Reprodução/ Lusa TV)

Um dos protagonistas da goleada da Portuguesa sobre o União Suzano no último sábado (6), por 4 a 1, foi Carlos Henrique, que balançou as redes duas vezes. O lateral-esquerdo, que jogou improvisado como ponta-esquerda, marcou pela primeira vez nesse retorno à Lusa e não escondeu o quanto está contente. Em entrevista coletiva, ele se declarou.

+ Marcos Teixeira: Destaques do frustrante adeus de Portugal na Euro

“É muito especial, muito feliz, não só em estar de volta, mas pelo jogo em si pelo grupo. Apesar de ser novo o pessoal é trabalhador. Tenho um carinho especial pela Lusa e graças a Deus fui muito feliz em fazer dois gols”, disse o garoto, que manteve os pés no chão:

“Tenho em mente que a gente precisa ter os pés no chão, a gente não ganhou nada ainda. Estamos em crescente no campeonato, mas que ter humildade focar em adversário de cada vez e aos poucos a gente vai conquistar nossos seus objetivos”.


Experiência

Agora com mais bagagem, Carlos Henrique se vê com um papel de responsabilidade, diante do jovens elenco lusitano montado para a Copa Paulista. Perguntado sobre como pode agregar aos companheiros, o atleta disse que no trabalho realizado no dia a dia.

“Eu acredito que eu possa ajudar a cada um deles o grupo em si é mais no dia a dia, na cobrança em algum gesto técnico, em algum posicionamento, o que eu consegui enxergar e eu souber que é o jeito errado ou que não tá fazendo do jeito correto, eu puder orientar de alguma forma os treinamentos até mesmo nos jogos é desta forma que eu vou conseguir ajudar o grupo”, afirmou o lateral-esquerdo.

Como prefere ser escalado?

Utilizado no ataque, Carlos Henrique revelou que não tem preferência por posição para ser escalado, entre a lateral-esquerda e o ataque. O jogador se vê capacidade e confortável para exercer ambas as funções, e assim contribuir para a Portuguesa.

“Confesso que para mim é meio que seis por meia dúzia. Me sinto bem tanto como ala quanto como lateral-esquerdo, por ter característica muito ofensiva, e também marco bem, então para mim tanto lateral como extremo para mim eu me sinto bem nas duas”, revelou o atleta, que voltou a celebrar os gols:

“Muito especial, felicidade imensa. Fazia um tempinho que eu não fazia gol e Graças a Deus eu consegui. Muito feliz, claro gratidão a Deus sempre e é isso continuar trabalhando para que mais gols venham”.

Próximo desafio

Com a vitória, a Portuguesa chegou a oito pontos e assumiu a liderança do Grupo 5, pelo menos de forma provisória, já que o São Caetano ainda joga na quarta rodada. O clube do ABC Paulista, inclusive, será o próximo adversário da Rubro-Verde, na tarde de sábado (13), às 15h, fora de casa. O confronto terá a transmissão do NETLUSA (sem imagens).

4 comentários

  1. Carlos Henrique é um excelente atleta e, infelizmente, foi demitido por uma direção técnica anterior que não viu o seu talento, cegos de futebol e endossados pelo Castanheira, excelente administrador mas que de futebol está aprendendo. Precisamos dele, dedicação e regularidade e cabe ao Alan Dotti motiva-lo no dia a dia. O Portuga e ele formam a nossa melhor dupla em técnica.

ATENÇÃO: este é um espaço para debate saudável sobre a Portuguesa. Todas as mensagens e os seus autores são rastreados. Seja educado e respeite os colegas do site. O NETLUSA não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários.

Please enter your comment!
Please enter your name here