Manuel Reis, candidato na eleição presidencial da Portuguesa, nesta terça-feira (10), no Salão Nobre do Canindé, em São Paulo-SP (Foto: Ronaldo Barreto/NETLUSA)

A eleição presidencial na Portuguesa foi marcada por muitas confusões e clima tenso. Porém, mesmo após a decisão, ela ainda rende. Um dos candidatos, Manuel Reis protocolou, nesta quinta-feira (12), um pedido de impugnação de uma das chapas das eleições presidenciais do clube.

Segundo informações do programa Paixão Lusa, da Rádio Trianon, Manuel alega que a vice-presidente eleita Denise Boni de Matos, da chapa ‘Real e Independente’, de Antônio Carlos Castanheira, não tem o tempo mínimo como sócia da Lusa para o cargo. Segundo o estatuto, tanto para presidente quanto para vice é necessário 20 anos como sócio do clube, além de pelo menos sete como conselheiro.

Na última semana, a mesma chapa sofreu tentativa de impugnação pelo mesmo motivo, mas, internamente, não aconteceu nada. Vale ressaltar que, em reunião no último sábado, Manuel Reis foi o único candidato presente a não assinar um documento para evitar impugnações.

Reis colocou, ao programa, outros pontos que, na opinião dele, prejudicaram a eleição. Uma delas é que a pressão que a torcida fez durante a votação ocasionou na desistência de alguns conselheiros na hora de votar.

Com isso, o pedido será avaliado pelo Conselho Deliberativo, presidido agora por Beto Cordeiro, apoiador declarado de Castanheira. O último candidato a se lançar ao pleito pode, então, tentar o pedido na Justiça.

Conhecido como ‘Fura-Bolo’, o candidato foi o menos votado, com apenas nove conselheiros apostando em sua candidatura. No entanto, Manuel Reis foi fundamental para a ‘não-eleição’ de Alexandre Barros, como o NETLUSA apontou.

Veja também:

27 COMENTÁRIOS

  1. Sujeito sem noção. Todo este embrólio só prejudica a Portuguesa. Deixa de ser ignorante, Manuel Reis, e deixa a vida da Lusa seguir em frente livre do Alexandre Barros.

  2. Esse padeiro não sabe perder??? É por esse é mais 5.000 motivos que esses donos de padaria são tão rejeitados, qdo o assunto é ser idiota, medíocre, otário e não ter respeito próprio eles sempre se superam!!! Castanheira mete um direto na boca desse velho nojento e mande ele de volta pro curral de onde veio!!!

  3. Calma gente, tá na cara que o homem foi pressionado a fazer isso, pelo menos ‘pressionado’, SP é uma cidade violenta, ele é dono de padaria.

    Vai dar em nada, o velho é espero e não assinou a carta antes, mas sabiamente não irá passar no conselho deliberativo.

    O estatuto é arcaico, precisa ser debatido, e o direito dos associados(não só conselheiros)de votarem para a presidência do clube tem que ser colocado no estatuto, é isso ou a portuguesa não tem jeito.

    Vejo esse trabalho de atualização do estatuto como o mais essencial de todos a ser feito pelo Castanheira, espero que ele e o Beto Cordeiro estejam afim, e consigam!

  4. Deixem a Portuguesa seguir seu rumo.
    Esta difícil identicar o que esses velhos portugueses querem. Deram uns tostões agora querem milhões. Talvez seja só acabar com o clube. Vão se foder… FDP

  5. O que 1 cara que teve apenas 9 votos quer reclamar?
    A única coisa que serviu os votos desse FDP do Fura Bolo foi de ferrar o AB.
    De resto vai pra casa Manuel Reis do Caraio.

  6. Kkk…olha o valentão aí…kkk onde anda as, esse tempo todo? Que não tirou o AB a tapas da presidência? Falar até papagaio fala, agora agir…vc junto com os aldeões são vá ESCÓRIA da Lusa…kkkk

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here