Foto: Reprodução/Eleven Sports

Não deu para a Portuguesa. Nesta quarta-feira, no Estádio Antônio Pinheiro Junior, em Pindamonhangaba, a Lusa, com uma jogadora a mais, foi derrotada pelo Pinda por 3 a 2. A partida foi válida pela 11ª e última rodada do Campeonato Paulista Feminino.

Com o resultado, a equipe rubro-verde termina a competição na lanterna, com três pontos. Sendo assim, o time do Canindé não conseguiu conquistar a vaga no Campeonato Brasileiro Série A3 de 2022. Confira a classificação final da primeira fase.

O jogo

Acompanhe o NETLUSA no Facebook, Instagram, Telegram e YouTube

Apesar de não ter mais pretensões na competição, o Pinda queria ser despedir do torneio com uma vitória. E logo aos nove minutos abriu o placar, com Helena, em cobrança de pênalti.

Aos 24, Bianquinha tentou cavar uma penalidade, recebeu o segundo cartão amarelo e acabou expulsa. Mesmo assim, as mandantes conseguiram ampliar o marcador, novamente com Helena, aos 25.

Sem outra alternativa, a Lusa foi ao ataque para buscar a virada e, consequentemente, a classificação para o Campeonato Brasileiro Série A3. Aos 36, Renatinha foi lançada no campo de ataque e, na saída da goleira Lia, tocou de cobertura para fazer um golaço e diminuir o placar.

O gol animou a Portuguesa, que continuou em cima do Pinda e chegou ao empate. Aos 46 minutos. Luana Marques arriscou o chute de fora da área e a bola explodiu no travessão. Na sobra, Lai, sem goleira, colocou para o fundo das redes e levou a igualdade para o intervalo.

Segundo tempo

Precisando da vitória a todo custo, a Lusa voltou para a segunda etapa com Thais Gabrielle no lugar de Aninha. Logo aos seis minutos, Renatinha fez ótima jogada e tocou para Lu Morais, que finalizou em cima da marcação.

Dois minutos depois, a Lusa fez uma blitz na defesa do Pinda. Primeiro com Renatinha, depois com Amandinha e, por fim, com Thais Gabrielle. A goleira Lia salvou a equipe de Pindamonhangaba.

A Portuguesa teve a melhor chance de gol aos 17 minutos. Thais Gabrielle cruzou da direita, a bola passou por toda a defesa do Pinda e sobrou para Renatinha. A camisa 7, com o gol vazio, mandou por cima. Aos 33, Lai apareceu na frente da goleira Lia e chutou, mas a arqueira do Pinda salvou a equipe da casa.

Com uma atleta a mais e necessitando da vitória, a Portuguesa se jogou ainda mais ao ataque nos últimos minutos. Mas o gol não saiu. Pior. Aos 41 minutos, em rápido contra-ataque, Évila passou pela marcação da Lusa e chutou no ângulo, sem chances para Negueba, dando números finais ao jogo.

Escalações

A Lusa, escalada pelo técnico Prisco Palumbo, atuou com: Negueba; Aninha (Thais Gabrielle), Kessillyn, Ferrugem, Dai Jesus e Amandinha (Bia); Nat Oliveira (Poli), Renatinha, Lu Morais (Ana Flávia) e Luana Marques; Lai.

O técnico Marcos Derrico escalou o Pinda com: Lia; Kety, Helena, Maysa e Serrat; Leandra, Bianquinha, Kety e Bruna; Mandinha e Carolzinha.

Notícia anteriorPaulistão Feminino: Lusa visita o Pinda em busca de vaga no Brasileiro
Próxima notíciaPortuguesa treina transição e agilidade antes de encarar o Taubaté

4 COMENTÁRIOS

  1. 100 comentários, 100 vergonha na cara, 100 respeito ao torcedor, 100 condições de usar nossa camisa, 100 condições de serem atletas profissionais. ACC, se for pra envergonhar a instituição acabe com esse protótipo de F.F, mande esse dinossauro de Prisco Palumbo treinar o Guapira, foque na caralha da categoria de base, e principalmente no profissional.

  2. Direitos iguais, deveres iguais!!!! São mulheres ninguém cobra ou critica???? Isso sim é precoceito!!!! Se não tem condições de usar nosso manto que procurem outro clube ou atividade.

  3. Aquele gol sofridos, nos acréscimos, na partida contra o Realidade Jovem, foi o que decidiu a vaga na terceira divisão nacional. Se aquele jogo termina 0x0, a Lusa terminaria empatada em pontos com Realidade Jovem, Pinda e Nacional, mas ficaria na nona posição pelos critérios de desempate, conquistando a vaga na Série A3 do Brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here