Portuguesa em jogo contra o Internacional
Portuguesa em jogo contra o Internacional (Foto: Ronaldo Barreto/NETLUSA)

Depois do empate na estreia, a Portuguesa perdeu por 2 a 1 para o Internacional, na noite desta sexta-feira (7), pela segunda rodada da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2022. O jogo aconteceu no Estádio Municipal Francisco Ribeiro Nogueira, em Mogi das Cruzes. O NETLUSA transmitiu com narração de Gomão Ribeiro.

LEIA TAMBÉM: Alan Dotti analisa derrota e mantém confiança na classificação da Lusa

Os gols foram marcados por Alisson para os gaúchos, e Yan descontou para a Lusa. A partida foi equilibrada, mas o adversário aproveitou melhor as oportunidades e garantiu a classificação de forma antecipada.

> Apoie o NETLUSA e tenha benefícios exclusivos! <

No outro jogo do Grupo 25, que aconteceu mais cedo, União Mogi e São Raimundo-RR ficaram no empate por 1 a 1, o que manteve a segunda vaga no grupo em aberto. Portanto, a expectativa é de muita emoção na última rodada.

Com o resultado, a equipe lusitana se manteve com um ponto, ocupando a terceira posição isso, com duas partidas. No terceiro e último jogo da fase de grupos, a Portuguesa terá pela frente o São Raimundo-RR, último colocado com a mesma pontuação da Lusa. A partida está marcada para esta segunda-feira (10), às 15h15. Confira a classificação da chave.

O JOGO

A partida começou equilibrada, com as duas equipes marcado muito forte. Depois de cercar área lusitana, o Internacional abriu o placar aos 8 minutos do primeiro tempo com Allison, após cruzamento de Bernardo vindo da direita. Precisando do resultado, a Portuguesa partiu para o ataque, mas sem muito perigo.

Com 14 minutos, a Lusa ganhou uma falta próximo da entrada da área, Hudson cobrou, mas a bola bateu na defesa colorada e a jogada acabou em lateral. Com a vantagem no resultado, e tranquilo pela vitória na estreia, o Inter buscava diminuir o ritmo do jogo, com troca de passes no campo de defesa. Aos 21, a equipe lusitana ainda tentava chegar com mais efetividade.

Em cruzamento rasteiro de Misael, a defesa gaúcha teve dificuldade para cortar a bola com 22 no relógio. Já no lance seguinte, o atacante voltou a assustar o adversário, mas o goleiro não precisou trabalhar. Em lançamento em profundidade, o Colorado tentou assustar a Portuguesa aos 28 minutos, mas a defesa conseguiu a recuperação. Nessa altura, a partida estava bastante morna.

Aos 31 minutos, Lucca finalizou cruzado após jogada pela esquerda. A bola saiu pela linha de fundo e não chegou a assustar o Luiz Vitor. Instantes depois, o Internacional voltou a chegar ao ataque, agora pela direita, num chute que acertou a rede pelo lado de fora. Os gaúchos tomaram o controle da partida e buscavam o segundo gol, enquanto a Lusa se segurava.

Em escanteio pela direita, João Pedro cabeceou bonito e Luiz Vitor realizou um milagre e evitou o gol adversário, isso com 40 minutos no cronômetro. Aos 42, Jonathan subiu pela esquerda, Marcão o acertou na área e o árbitro marcou pênalti. Pedrinho cobrou, Luiz Vitor pegou, mas no rebote Alisson balançou as redes para os gaúchos. O primeiro tempo terminou aos 48.

No retorno do intervalo, o técnico Alan Dotti colocou Robert e Wevysther, nas vagas de Rickson e Misael, nessa ordem. Gol da Lusa! Em boa jogada pelo lado esquerdo, Robert chegou na linha de fundo e cruzou para Yan diminuir para a Portuguesa com 1 minuto. Com isso, o confronto voltou a ficar quente. Aos 7, Allan arriscou de fora da área, mas a bola chegou fraca na meta do adversário.

Com 10 minutos, o Internacional chegou com perigo numa finalização colocada de fora da área, mas a bola subiu muito. Robert passou mal e teve que deixou o campo com 14 minutos em campo, dando espaço para Deivid. Aos 15, Carlos Henrique arriscou de muito longe e quase surpreende Lucas Flores, que realizou uma grande defesa e evitou o gol de empate da Lusa.

Lukayan fez uma bela jogada pelo meio, passou pela defesa lusitana e quase marcou o terceiro gol do Inter com 19 no relógio. No minuto seguinte, Alan Dotti colocou Luan em campo no lugar de Yan, e Vinícius na vaga de Gustavo Teles, formando assim cinco mudanças. Aos 25, o técnico lusitano realizou a sexta última alteração, com a saída de Carlos Henrique e entrada de Nicolas.

Em cobrança de escanteio pela esquerda, aos 28 minutos, Walison cabeceou à direita da meta de Lucas Flores. Nos instantes seguintes, o jogo ficou parado muitas vezes após jogadores sentirem câimbras, com a garotada da Lusa no limite. Na frente, o Colorado buscava administrar as ações, sem muita pressa, enquanto os lusitanos tentavam na base da vontade.

Aos 42, Hudson cruzou a bola na área e o arqueiro colorado se atrapalhou, e a bola saiu para escanteio. Na cobrança, a defesa cortou. Na sequência, a Lusa seguiu em cima, conseguiu outro tiro de canto, mas o cruzamento saiu errado. Aos 49 minutos, Allan fez uma boa jogada pela esquerda, finalizou ao gol, mas Lucas Flores defendeu. Com 50 no relógio, o árbitro encerrou a partida com a vitória colorada: 2 a 1.

FICHA TÉCNICA

Estádio Francisco Ribeiro Nogueira, Mogi das Cruzes, São Paulo

19h30, 07 de janeiro de 2022

Segunda rodada da fase de grupos da Copa São Paulo de Futebol Júnior

PORTUGUESA: Luiz Vitor; Gustavo Telles (Vinícius), Marcão, Walison e Carlos Henrique (Nicolas); Hudson, Misael (Wevysther) e Allan; Cristhian, Yan (Luan) e Rickson (Robert) (Deivid).
Técnico: Alan Dotti

INTERNACIONAL: Lucas Flores; João Pedro, Thiago Guth e Lucas Ryan (Felipe); Bernardo (Ryan), Bizescki, Gustavo, Allison e Jonathan; Pedrinho (Lukayan) e Lucca.
Técnico: João Miguel

ARBITRAGEM

O jogo foi apitado por Flávio Roberto Mineiro Ribeiro, acompanhado de Fausto Augusto Viana Moretti e Marcos de Andrade Rossi, os bandeirinhas, e o quarto árbitro Rodrigo Gomes Paes Domingues.

Acompanhe o NETLUSA no Facebook, Instagram, Telegram e YouTube

11 COMENTÁRIOS

  1. Pontos positivos: luiz Vitor, Carlos Henrique, Hudson e Cristian. Negativos: Marcão horroroso, Allan um morto que qdo podia se redimir passando a bola, recuou para o goleiro, e claro o preparo físico podre. Misael continue a vida como caminhoneiro que é uma profissão digna.Mesmo assim o empate seria mais justo, acho que vms classificar.

  2. O mais importante do que ser campeão, na Copinha, é revelar talentos. E estamos vendo isso acontecer, principalmente com o Hudson que joga de cabeça erguida e quase não erra passes!

  3. Lembrem do lance no pênalti, no rebote nosso nº 20 estava 1 metro a frente e chegou 1 metro atrás em 5 metros permitindo que o cara fizesse o gol no rebote. Time muito fraco fisicamente e tecnicamente com 3 ou 4 exceções.
    Time formado de última hora dá nisso.

  4. A condição física do time foi lamentável. Não houve preparo adequado? Penalty cometido PELO ZAGUEIRO CENTRAL também foi lamentável! Ataque fraco e falta tambÉM UM MEIA ARMADOR. NÃO VAI SER FÁCIL DERROTAR O SÃO RAIMUNDO COM ESSE ATAQUE! ESPERAMOS QUE O INTER DERROTE O MOGI COM MAIS DE 2 GOLS DE DIFERENÇA E MESMO SE EMPATARMOS PODEREMOS NOS CLASSIFICAR PELO SALDO DE GOLS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here