Portuguesa em partida contra o Caxias pela Série D
Portuguesa em partida contra o Caxias pela Série D (Foto: Dorival Rosa/Portuguesa)
Caxias-RS
1
-
0
(0
-
0)
Portuguesa
42'
João Vieira
45'
Lucas Douglas
67'
Michel
77'
Karl
93'
Marcelo Pitol
95'
Caíque

Na tarde deste domingo (12), a Portuguesa visitou o Caxias, no Estádio Centenário, e foi derrotada por 1 a 0. O único gol do jogo foi marcado por Michel, aos 22 minutos do segundo tempo. O revés fez com que a Lusa ficasse em desvantagem para o jogo de volta da segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série D.

A partida de volta da está marcada para sábado (12), às 16h, no Estádio do Canindé. Com o resultado, só a vitória interessa à Lusa jogando em seus domínios, sendo que com qualquer empate quem avança é o Caxias. Não existe vantagem do gol fora na Série D, então se a Portuguesa vencer por um gol de diferença a vaga nas oitavas de final será definida nos pênaltis.

Quem passar desse confronto enfrentará União Rondonópolis-MT ou Boa Esporte-MG. Na partida de ida, disputado no estádio Luthero Lopes, no Mato Grosso, os donos da casa venceram por 2 a 0, com gols de Tom e Lucas Bahia. Com o triunfo, os mato-grossenses conseguiram uma boa vantagem para o jogo de volta, que será no mesmo dia do jogo da Lusa, às 17h, no Estádio Municipal de Varginha.

Acompanhe o NETLUSA no Facebook, Instagram e YouTube

O JOGO

Mesmo jogando fora de casa, a Portuguesa começou o confronto em cima do adversário, tomando as primeiras ações no campo de ataque. Com 7 minutos, a Lusa seguiu ofensiva, ocupando a zona de defesa do Caxias, melhor na troca de passes, mas sem levar grande susto até então. No entanto, os donos da casa acordaram aos 10, com uma bola alçada na área em que quase foi à redes e, na seguida, em falha da zaga lusitana, Kevin chutou cruzado e assustou Dheimison.

Depois do susto, aos 15, Denis Neves cobrou uma falta de longo distância e deu trabalho para Marcelo Pitol, que fez a defesa e a bola foi para escanteio. Com 18 no relógio, a Portuguesa seguiu melhor na partida, com destaque para a contenção às ações do Caxias, que nessa altura estava com dificuldade de chegar ao campo ofensivo. Em contrapartida, a equipe lusitana também não conseguia chegar com mais efetividade. Aos 21, os donos da casa chegaram em outro cruzamento na área, mas não levou perigo.

Com 25 minutos, Bruno Ré quase marcou um golaço olímpico para o Caxias, mas a bola parou no travessão. Com 30, a partida se mostrava morna, com troca de passes lentas dos dois lados, pior para os donos da casa que precisam da vantagem. A Lusa, por sua vez, não vê o empate como um má resultado, mesmo priorizando a vitória. Somando 37 no cronômetro, a Portuguesa voltou a tentar uma investida no ataque depois de muito tempo, mas o cruzamento saiu alto demais e a bola foi para fora.

No minuto seguinte, Jefferson Feijão também tentou um cruzamento, mas novamente foi alto demais e ninguém alcançou e, na sequência, Lucas Douglas sofreu uma falta perigosa, próximo da área. No entanto, a cobrança de Denis Neves passou por cima da meta adversária. Aos 43, o lateral-esquerdo voltou a arriscar, em finalização de longa distância, mas a bola subiu de novo. O Caxias seguia com dificuldade de se impor em casa. Com 45, Lucas Douglas levou cartão amarelo após acertar o braço no rosto do adversário e o árbitro apitou o fim da primeira etapa aos 48 minutos.

Fernando Marchiori fez uma mudança na volta do intervalo, a entrada de Maykinho na vaga de Lucas Douglas, amarelado. Nos primeiros minutos da segundo etapa, a Portuguesa foi para cima do adversário, e a resposta do outro lado não demorou, mas nada suficiente para tirar o marcador do zero. Querendo vencer, o Caxias começou a se soltar mais no ataque. Aos 9 minutos, Bruno Ré tentou novamente um gol olímpico, mas sem sucesso. Em bela jogada pela direta, Danilo Pereira mandou a bola na área com muito perigo, mas não apareceu ninguém para concluir.

Aos 19, a Lusa chegou muito perto de marcar após finalização de Willian Magrão, que Marcelo Pitol defendeu. Na sequência, o Caxias cobrou falta na área e levou perigo para Dheimison, que mandou a bola para escanteio. Na cobrança, a bola bateu no travessão. Com 22 minutos, Michel tentou cruzar na área, a defesa lusitana tentou afastar, mas a bola entrou: 1 a 0 para os donos da casa. A Portuguesa tentou a resposta no minuto seguinte, em cobrança de falta cruzada na área, que a defesa fez o corte para escanteio. Com 29 minutos, depois de bola cruzada na área, Maykinho, que estava livre, finalizou para fora.

O gol tirou a tranquilidade da equipe lusitana, que predominou na primeira etapa. Em boa jogada pela esquerda, Maykinho caiu na área e pediu pênalti, mas a arbitragem não deu nada, isso aos 33 minutos. Com o placar a favor, a equipe gaúcho recuou as linhas e passou a esperar a Portuguesa, que continuava sem efetividade. Com 37 no relógio, após cobrança de escanteio, Caio Mancha cabeceou muito bem, mas Marcelo Pitol protagonizou um milagre no Estádio Centenário. O atacante, inclusive, entrou na vaga de Ermínio segundos antes, uma tentativa de Fernando Marchiori para buscar o empate. Quase deu certo.

Já próximo dos 40 minutos, a Portuguesa, com dificuldade de entrar na área, começou a apostar em bolas lançadas na área, e assim começou a levar perigo. A equipe lusitana ficou rondando a defesa do Caxias, que se segurou como pode para ficar com a vitória importante. Aos 45, Marcelo Pitol realizou mais uma bela defesa em cabeçada de Caio Mancha, frustrando os planos da Lusa. Em cobrança de escanteio, com 46 no cronômetro, a Portuguesa chegou a balançar as redes, mas a arbitragem deu impedimento. O árbitro apitou o fim do jogo aos 51 minutos, e a equipe gaúcha levou a melhor: 1 a 0.

FICHA TÉCNICA

Estádio Centenário, em Caxias do Sul
15h, 12 de setembro de 2021
Jogo de ida da segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série D

PORTUGUESA: Dheimison; Jefferson Feijão, Willian Magrão, Patrick e Denis Neves; Marzagão, Caíque, Walfrido e Danilo Pereira (Raphael Luz); Lucas Douglas (Maykinho) e Ermínio (Caio Mancha).

TÉCNICO: Fernando Marchiori

CAXIAS: Marcelo Pitol; Erik, Thiago Sales e Rafael Lima; Lucas Carvalho (Lucas Rocha), Marlon, João Vieira (Karl), Diogo Oliveira (Matheuzinho) e Bruno Ré; Kelvin (Jean Dias) e Michel.

TÉCNICO: Rafael Jacques

ARBITRAGEM

O jogo foi apitado por Daniel Victor Costa Silva, com os assistentes Diego Luiz Couto Barcelos e Rafael Gomes Rosa, todos do Rio de Janeiro, além de Jonathan Giovanella Vivian, como quarto árbitro, do Rio Grande do Sul.

Notícia anteriorAssista ao pós-jogo de Caxias-RS 1 x 0 Portuguesa
Próxima notíciaMarchiori valoriza desempenho da Lusa apesar da derrota: “Se portou de maneira brilhante”

30 COMENTÁRIOS

  1. É problema de postura, sempre foi. Aconteceu o óbvio, que todos avisamos aqui desde o início do campeonato. O goleiro chamado de parede falhou de novo (quem diria!), jogou pelo empate e inventou de novo num mata mata. Pode até passar no próximo fim de semana, pq esse Caxias é horroroso. Mas não tem a menor condição de classificar.

  2. Jogar para empatar 0x0 com o mediocre time do Caxias é vergonhoso. Mais vergonhoso aianda, é perder. Não é possivel um time não ter nenhuma criatividade para criar chances de gol. Time mal escalado, sem ataque,sem nenhuma jogada criada de gol. Depois que tomou gol foi pro ataque. mas sem nenhuma crtiativade de jogadas para gol. Sinceramente não dá para esperar grande coisa no próximo jogo com esse futebol.É lamentável, quando nós torcedores esperamos melhor futebol, o técnico mostra a sua incapacidade e faz a lusa jogar um futebol medroso. Estou inconformado com esse futebol mostrado.

  3. Técnico covarde, [email protected]
    Classificação que era pra ser resolvida nesse jogo e esse cara entra com 3 volantes.
    Perdemos para um time fraco por culpa desse técnico covarde que jogou para empatar.
    Parabéns Marchiori, essa derrota fica na sua conta, alias, mais uma.
    PQP não da pra acreditar que o Castanheira confie tanto nesse cara. Castanheira, vc pode entender de MKT mas de futebol vc não entende [email protected]@ nenhuma.
    Queimem minha língua bando de frouxos.
    Como é difícil torcer por um time que tem um técnico desses.

  4. Cadê os defensores do lixo do nosso técnico? Não vão falar nada agora?
    Técnico covarde jogou com 3 volantes contra o Barcelona, desculpa, contra o Caxias, tomou o gol mais uma vez graças ao “grande goleiro” Dheimisom que poderia ter segurado a bola na cobrança de falta e acabou jogando para escanteio e ficou até o final com os 3 volantes e só foi fazer a substituição quase 10 minutos depois do gol.
    Vamos lá vcs que defendem o lixo, apareçam.

  5. Futebol com bolas pelas pontas e cruzamentos para ninguém. Esse é o futebol que desde o começo , esse técnico implantou no esquema de jogo. Não tem variações, não ,tem infiltrações pelo meio, com jogadas de triangulação! É somente pelas pontas e cruzamentos para ninguém! Porra será que o Castanheira acha esse futebol de qualidade e de efetividade?
    É muito fácil neutralizar um futebol sem nenhuma variação de jogadas. Técnico de uma só jogada não serve nem para time de várzea. CASTANHEIRA vc.gosta é da copa paulista! A visão de Futebol na Portuguesa está mais que ultrapassada . É vergonhoso tanta incompetência nesse futebol decadente.

  6. Os caras vão vir para o próximo jogo com os 11 titulares, todos os reservas, a comissão técnica e toda a diretoria jogar na retranca, com a qualidade dos nossos atacantes eu quero ver o que vai acontecer. Tenho que me preparar a semana toda para o sofrimento do próximo sábado.

  7. Não vou comentar. Já havia falado que não podia perder de jeito nenhum.
    Parece que a Copa Paulista é a prioridade da Diretoria.
    A Série D está atrapalhando …
    Sera que agora vão contratar atacantes que sabem fazer gols ?

  8. Técnico cagão… pensa pequeno… a “grande” Copa Paulista é o máximo que esse time de merda, amarelão e pipoqueiro pode almejar…. uma coisa é fato:. o futebol vai derrubar a administração do Castanheira… aliás o presidente ou é omisso ou não entende nada de futebol….

    • administraçao castanheira? olha como as coisas sao nebulosas,o castanheira foi cobrado no conselho pra ele falar quem era o vice de futebol ,ele falou que era o dunga,o dunga falou que ele nao era nada la,olha a “transparencia” da gestao castanheira,tamo aplaudindo um presidente que nem ele sabe quem e o vice dele

  9. Jogador brasileiro é muito burro! Passam o jogo inteiro fazendo corpo mole, tomam um gol e tentam correr atrás do prejuízo nos minutos finais. Agora podem pôr todo o planejamento a perder. E que porcaria de técnico a Lusa tem, pqp!!!

  10. O Sr. Professor Pardal conseguiu perder para o pior dos 32 classificados. COVARDE! Jogadores sem espírito de decisão, goleiro medíocre, cruzamentos jogados à esmo para a área (vários direto para fora), erros de passe (parece que se conheceram ontem), incapacidade de finalizar com precisão dentro da área e postura de quem tem mais medo de perder do que vontade de ganhar. Este sujeito e seu amontoado de jogadores ruins não aprendem nunca!!!!! Se tivesse ganho mesmo com este futebol medíocre já teria aparecido alguém dizendo “Chupa” para quem critica este futebol medonho que vem sendo apresentado o ano todo. Devem se achar mais torcedores da Lusa que nós ou são parentes do técnico ou do presidente. Tem a OBRIGAÇÃO de se classificar. Vencer este amontoado do Caxias ainda sem o goleiro titular (mesmo o reserva deles deve ser melhor que o fraquíssimo Dheimison) não é nenhum grande mérito. Não escolheu este destino, então se virá técnico de várzea!

    • Luís, olha o nível de loucura desse treinador. Mudou o esquema, colocou 3 volantes, recuou o caíque e tirou o Danilo Pereira de posição. Agora lhe pergunto : quantas vezes ele jogou assim na primeira fase? Muito se fala do drone de Piracicaba. Mas e o segundo jogo, que vamos precisar do mesmo resultado de hoje? Caíque na direita e Anselmo no ataque, para fazer o único gol na sua passagem pela portuguesa (contra). É o que eu digo: pode até passar, pq esse Caxias pelo amor de Deus. Nunca vi uma equipe dar tanto espaço pra jogar, é muito fraco. Mas não tem condições de subir. Agora é torcer pra ganhar a copa Paulista.

      • Falou tudo, Rodrigo. Ele inventa, tira jogadores de posição, perde um jogo ganho e ainda acha que agiu certo. Este cara não tem condições de dirigir a Portuguesa. É técnico para Juventus, Nacional, no máximo o maldito XVI de Piracicaba.

  11. O pior é ser desclassificado por um time do nível do Caxias e ter que ouvir o presidente falar que o Prof. Pardal tem um excelente aproveitamento e que vai continuar para a “grande Copa Paulista”. Eu duvido que nós ganhemos a Copa Paulista com esse técnico e esse elenco, aposto com quem quiser.
    Se o FM tiver um pouco de dignidade e vergonha na cara se for desclassificado pelo Caxias tem que pedir demissão.

  12. castanheira, da entrevista pra radio,tv e fala que a torcida ta apoiando ele,que estamos gostando de sua administraçao,vc é um bosta igual aos outros,vamos ficar na merda de novo gracas a sua incompetencia no futebol

  13. PRESTEM ATENÇÃO: O FM VAI QUERER JOGAR PRESSIONANDO E PRESSIONANDO MAS SEM NENHUMA ESTRUTURA DE JOGO, SEM NENHUMA QUALIFICAÇÃO NO ESQUEMA DE JOGO, E AÍ VEM O CONTRA ATAQUE DO CAXIAS, ESSE VAI SER O PROBLEMA! SE NÃO EXISTIR ORDENAÇÃO E ATENÇÃO NO MEIO DE CAMPO E COM O DANILO PEREIRA TENDO ALGUEM PARA TABELAR E COM INFILTRAÇÕES E TRIANGULAÇÕES NÃO VAI SER TÃO FÁCIL ASSIM. ELES VIRÃO POR UMA BOLA E AÍ TEMOS QUE TER VARIAÇÕES DE JOGADAS PARA FAZER OS GOLS COM O MEIO DE CAMPO E DEFESA SEMPRE ATENTOS PARA NÃO DAR CONDIÇÕES DE CONTRA ATAQUE. ESPERO QUE O FM ACERTE O TIME PELO MENOS DESTA VEZ. FORÇA LUSA, QUE A NOSSA FÉ TE EMPURRA!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here