Foto: Reprodução/TV Globo

No dia 6 de dezembro de 1998, ou seja, há 23 anos, a Portuguesa decidia a semifinal do Campeonato Brasileiro. Neste dia, a Lusa, atuando de branco, venceu o Cruzeiro por 2 a 1, no Canindé, pelo segundo jogo dessa fase.

Na época, as fases eliminatórias do Brasileirão eram disputadas em três partidas. Após perder por 3 a 1 no Mineirão, a Lusa recebeu o Cruzeiro. Em um Canindé ensolarado e com mais de 22 mil torcedores, a equipe rubro-verde se deu melhor.

O meio-campista Alexandre abriu o placar aos 12 minutos do primeiro tempo. Evair tentou o cabeceio após cruzamento da direita e, na sobra, o camisa 10 mandou para o fundo das redes. Os visitantes empataram dois minutos depois, com Marcelo Djian, depois de cobrança de escanteio.

> Apoie o NETLUSA e tenha benefícios exclusivos! <

A Lusa garantiu a vitória aos 31 minutos, novamente com Alexandre. O meia aproveitou a cobrança de escanteio e cabeceou para fazer o segundo gol rubro-verde. Vale destacar que Leandro Amaral perdeu um pênalti, ainda no primeiro tempo, defendido por Dida.

Comandada por Candinho, a Portuguesa atuou nesta partida com: Fabiano, Alexandre Chagas, César, Emerson e Augusto; Carlinhos, Simão, Alexandre e Evandro; Leandro Amaral (Aílton) e Evair.

Posteriormente, a Lusa voltou a receber o Cruzeiro, pelo terceiro e decisivo jogo da semifinal do Brasileirão. A equipe do Canindé acabou derrotada por 1 a 0 e viu o time de Minas Gerais se classificar à final para enfrentar o Corinthians.

Relembre esta vitória:

*com informações de Sérgio Luiz Henriques, historiador da Lusa e colaborador do Museu Histórico da Portuguesa.

Acompanhe o NETLUSA no Facebook, Instagram, Telegram e YouTube

7 COMENTÁRIOS

  1. Os dois jogos no Canindé estavam com lotação máxima. Estive em ambos. Infelizmente o Dida pegou a cobrança de pênalti do Leandro no primeiro jogo, e por isso perdemos a vantagem de empatar a terceira partida. Inclusive, choveu a barbaridade no jogo 3 em que sofremos o gol logo de cara. Foram três anos seguidos entre os 4 melhores times do Brasil.

  2. Sou Cruzeirense e me lembro com carinho desta época! Infelizmente, em 98, o Cruzeiro foi vice de quase tudo (Brasileiro, Copa do Brasil e Mercosul), ganhando apenas o Mineiro e a Recopa (que teve que ser disputada em 99). Grande Portuguesa, espero para vocês amigos, assim como para meu Cruzeiro, dias melhores no futuro! Ambos os clubes e torcidas merecem! Grande abraço!

  3. Também estava lá.
    Até hoje não entendi a razão pela qual o pênalti não foi cobrado pelo Evair, exímio batedor.
    Leandro Amaral, que estava em início de carreira, acabou perdendo…
    Com 3 X 1, jogariamos pelo empate no jogo decisivo.
    Enfim, são coisas que só acontecem com a Portuguesa…

  4. Vou engrossar o coro dos que estavam presentes. Canindé lotado, time jogava o fino da bola… Foi uma pena. Se tivesse passado pelo Cruzeiro tínhamos muita chance de ganhar do Corinthians na final. Num cantinho do Canindé tínhamos a torcida do São Paulo torcendo pelo Cruzeiro. Bambis dos infernos!!!!!!

  5. Em 96 Finalista e em 98 semifinalista
    Se o regulamento fosse o de hoje duas participações em Libertadores
    Olha no que os brilhantes administradores conseguiram fazer com a Portuguesa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here