Retire seu código promocional e veja ainda mais dicas para jogar em variados esportes.

A campanha que garantiu o primeiro título da Portuguesa na Copa São Paulo Júnior, em 1991, está na memória de quase toda a torcida do clube. A trajetória perfeita da equipe comandada por Écio Pasca, que tinha Dener, Tico, Sinval e cia, ficou muito marcada.

Mas, por outro lado, pouco se fala do time que conquistou o bicampeonato do torneio, em 2002. A campanha não foi perfeita, porém teve apenas um empate nas sete partidas. O técnico Edu Marangon também não tem seu nome tão lembrado como treinador, apesar da importante conquista que ainda tem um extra: foi conquistada no Canindé.


QUER A NOVA CAMISA DA LUSA?
Adquira aqui o novo manto da Portuguesa!


O time da final foi: Daniel, Jackson, Júnior Gaino, Fernandão e Júlio César; Bruno, Lelo, Danilo e Iotte (Píter); Alex Afonso (Luiz Henrique) e Kesley (Rafinha). Kesley foi o autor do único gol na vitória sobre o Cruzeiro por 1 a 0, no dia 25 de janeiro daquele ano.

A trajetória da Lusa na competição foi boa. O time venceu seis dos sete jogos, anotou 19 gols e sofreu apenas três. Vale ressaltar ainda que o adversário da final tinha o goleiro Gomes no elenco e era comandado pelo treinador Ney Franco. Ambos chegaram a defender a Seleção Brasileira posteriormente (o arqueiro, a principal, e o comandante, a sub-20)

Na primeira fase, o time estava na chave do Botafogo, mas o time carioca foi apenas o terceiro colocado do Grupo K, que tinha Guarujá como sede. A equipe da baixada santista ficou com o segundo lugar da grupo. Na estreia, a Rubro-Verde goleou o Mixto-MT por 8 a 0. Em seguida, venceu o Glorioso por 3 a 1 e decidiu a liderança contra os donos da casa na terceira rodada. No entanto, não teve muita disputa e o clube do Canindé goleou por 4 a 0.

O único empate da Lusa no torneio ocorreu justamente nas oitavas de final, contra o Atlético Sorocaba. Após a igualdade por 1 a 1 no tempo normal, a Rubro-Verde levou a melhor nas cobranças de pênaltis, venceu por 4 a 3 e ficou com a vaga para as quartas.

A partir daí, o clube da Cruz de Avis não era tido como favorito diante de nenhum rival. Entretanto, os prognósticos não valeram de nada e a Portuguesa bateu o Flamengo por 1 a 0 e avançou para a semifinal. Antes de chegar à decisão contra o Cruzeiro, a Lusa ainda ganhou por 2 a 1 da Ponte Preta, que depois bateu o Grêmio na disputa do terceiro lugar por 4 a 1.

Apesar da conquista, poucos atletas despontaram para o futebol. Os que tiveram maior relevância foram o meia-atacante Rafinha, que atualmente defende o Coritiba, e o atacante Alex Afonso, com passagem pelo Palmeiras, mas que já se aposentou dos gramados.

Foto: Reprodução/Globo
Acompanhe o NETLUSA no Facebook, Instagram, Telegram e YouTube

4 COMENTÁRIOS

  1. Foi um bom time em 2002!
    Claro que não dá para comprar com 1991, mas jogaram com raça e dedicação.
    Eu pude ver todos os jogos em 1991 e a maioria de 2002.
    Apenas fiquei triste ao ver no Canindé depois de um tempo o Rafinha jogando contra a Portuguesa e xingando a nossa torcida em pleno Canindé.
    Vamos ver se conseguimos o Tri em breve!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here