Foto: Divulgação

Nesta sexta, 20 de novembro, dia da Consciência Negra, a Portuguesa divulgou em suas redes sociais uma arte em apoio a luta contra o racismo. Por mais que alguns insistam dizer que isso não existe mais no Brasil, é algo totalmente importante e relevante em nosso cotidiano. Tanto que, ainda na Série A2 deste ano, o lateral direito Léo Pereira, da Lusa, sofreu com isso.

“A Consciência Negra não é só um dia, é uma lembrança de um passado que nos ensina a como NÃO agir. Devemos nos conscientizar dos últimos acontecimentos. Não importa só quando uma pessoa é prejudicada pelo racismo da nossa sociedade, sua importância é diária, assim como a mudança de comportamento e pensamento”, dizia a nota.

A Rubro-Verde ainda emenda dizendo esperar pelo fim desse mal que assola nossa sociedade. “Não só hoje, no dia da Consciência Negra, mas também em qualquer outro momento, desejamos que as pessoas possam ser cada vez melhores e que não deixem que hábitos do passado continuem a existir nos tempos atuais”.

Por fim, o clube reforça que não admite tais atos. Ou seja, se você é racista, nem pense em torcer para a Lusa. “A Portuguesa não tolera a falta de respeito com seus jogadores, torcedores ou qualquer tipo de pessoa. Aqui não tem espaço para criminosos”.

Assim como o clube, o NETLUSA também reforça a luta contra o racismo e o desejo de que ele acabe o mais rápido possível, principalmente no nosso país.

Parceiros

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here