Foto: Rodrigo Corsi/FPF

Mais uma polêmica ronda o Canindé. O presidente da Portuguesa, Alexandre Barros, acusou jogadores de terem entregado resultados de partidas da Copa Paulista 2018. O áudio da conversa do presidente foi divulgado pelo Blog do Paulinho.

Durante a gravação, Barros fala que foi investigado pela Polícia Federal, sob suspeita de participar de uma manipulação de resultados de quatro jogos. Os duelos seriam Portuguesa x Atibaia, Atibaia x Portuguesa, Juventus x Portuguesa e Portuguesa x Ituano.

Alexandre nomeia os atletas que, para ele, estariam envolvidos. “O Atibaia, por curiosidade, saiu ganhando por dois a zero… o goleiro (Leandro Santos) falhou no segundo gol, caçou borboleta, e o cara fez. No primeiro gol, o lateral direito, o Lito, abre passagem pro cara do Atibaia evoluir”, comentou.

“(Na outra aposta) o Ituano saia ganhando, um a zero. O tal do Alex Maranhão fez um pênalti na linha de fundo… o cara virado pra bandeirinha de escanteio”, disse.

O dirigente se defende, alegando que não tinha conhecimento do assunto. “Eu estou com a minha consciência tranquila, porque eu não fiz porra nenhuma. Não fiz esquema com ninguém”, declarou.

Alexandre Barros ainda ressaltou que não tem provas contra os jogadores. No entanto, encaminhou os nomes à Federação Paulista de Futebol (FPF) para a investigação.

Barros, então, dá um ‘palpite’ de quem tenha organizado o plano. “Na minha concepção, quem veio trazer essa possibilidade para os jogadores não foi um cara de fora, foi o roupeiro. O tal de Adriano, que eu mandei embora, também”, completou.

Atletas rebatem

O NETLUSA entrou em contato com os jogadores citados por Alexandre Barros: Leandro Santos, Lito e Alex Maranhão, além do roupeiro Adriano. O quarteto demonstrou indignação e revolta com a acusação do mandatário rubro-verde. Confira o que disseram os três atletas e o ex-funcionário:

Leandro Santos

“Estou numa revolta muito grande. Não consigo nem raciocinar direito. Isso só prova que a Portuguesa está nas mãos de um cara que não vale nada. Sou um dos caras que mais defendeu ele na Portuguesa. A revolta maior é justamente por isso. Ele vai ter que falar isso na minha cara. Ele está falando de um pai de família. Vai ter que provar. É uma denúncia muito séria, que pode atrapalhar a vida de um ser humano. Estou tentando ligar para ele, mas ele não atende. Talvez porque saiba que falou besteira. Meus dados bancários estão disponíveis para quem quiser ver. Não estou nem aí para o Alexandre. Eu gosto do clube e da torcida. Nunca teve isso da minha parte e eu vou provar”.

Lito

“Primeiro de tudo, quem me conhece, sabe o quanto eu dou a vida para fazer o que mais amo que é jogar futebol. Ele vai ter que provar isso, porque é uma acusação muito séria. Vou processá-lo! Em todas as equipes que passei eu fui profissional. Pode ligar para qualquer clube e ver as referências do Lito como pessoa e como atleta”.

Alex Maranhão

“Primeiramente ele fez eu assinar um monte de papelada para sair. Esperei quase um mês no alojamento, só almoçando e jantando. Muitas vezes não tinha nem janta, porque ele não pagava a tia que faz a janta. O pênalti aconteceu, mas o que tem a ver ele me acusar disso? Sem lógica. Se eu tivesse feito isso, você acha que eu ia ficar um mês no CT, comendo mal e esperando o salário? Eu ia meter o pé logo depois do campeonato. Isso não é da minha índole. Podem ver a minha conta. Abro o que precisar. Isso é coisa de vagabundo. Sempre fui honesto”.

Adriano

“Deus sabe de tudo e o quanto ele é vagabundo. Ele ainda nos fez assinar uma carta de quitação dos salários. Ele vai ter que provar na Justiça essa acusação que fez sobre o meu nome e os demais envolvidos. Até dinheiro do meu bolso eu dei para comprar pão e outras coisas para o café da manhã. Minha conta bancária está à disposição”.

Veja também: