Foto: Paulo Pinto/AE

No dia 8 de dezembro de 1996, há exatos 25 anos, a Portuguesa fez história. Em um Mineirão com exatos 81.533 torcedores, a Lusa empatou por 2 a 2 com o Atlético-MG, numa tarde de domingo, e se garantiu na final do Campeonato Brasileiro.

Depois de vencer na ida por 1 a 0, no Morumbi, a Lusa poderia até empatar na volta, e foi o que aconteceu. O jogo, no entanto, foi longe de ser fácil.

Comandada pelo técnico Candinho, a Portuguesa saiu atrás do placar, com gol de Renaldo, de pênalti, aos 27 minutos do primeiro tempo. Aos 11 da segunda etapa, também de pênalti, Caio deixou tudo igual.

> Apoie o NETLUSA e tenha benefícios exclusivos! <

Destaque da partida, o camisa 10 fez o passe para o segundo gol da Lusa, anotado por Alex Alves, aos 20. A situação, entretanto, se complicou aos 32 minutos do segundo tempo, com a expulsão de César. Quatro minutos depois, Euller ainda empatou o jogo, mas a Lusa se segurou e se garantiu na final.

Naquela partida, a Portuguesa atuou com: Clemer, Valmir, César, Emerson e Carlos Roberto; Capitão, Gallo, Zé Roberto e Caio (Marcelo Miguel); Rodrigo (Tico) e Alex Alves (Roque).

Relembre esta partida:

*com informações de Sérgio Luiz Henriques, historiador da Lusa e colaborador do Museu Histórico da Portuguesa, e do Almanaque da Lusa.

Acompanhe o NETLUSA no Facebook, Instagram, Telegram e YouTube

6 COMENTÁRIOS

  1. Verdade, Alexandre Mendes. Não dá para acreditar que estamos na situação atual. Jamais, em nenhum pesadelo futebolístico que tive pude ver nosso time sem divisão nacional. Batíamos de frente com qualquer time. Vitórias épicas no Maracanã, Mineirão, Beira-Rio, etc. É por isso quer não dá para aceitar este comodismo que usa o futebol apenas como balcão de negócios para os empresários colocarem jogadores encostados para vestir nosso manto tão lindo e tradicional. Sou Portuguesa desde criança e vou morrer torcendo para a Lusa esteja ela onde estiver. Vou continuar indo ao Canindé e exaltando nossa bandeira não importa quem esteja no comando técnico ou diretivo. Estas pessoas vão e vem, mas o amor pela Portuguesa é o que sempre vai prevalecer. Eu quero a minha Portuguesa de volta!!!!!! Meu sangue é rubro-verde!

  2. Concordo 100% com o amigo Luiz Gustavo acima.
    Inacreditável o que fizeram com a Lusa ao longo desses 25 anos.
    Dirigentes inescrupulosos que só pensam no próprio bolso colocaram a Lusa nessa situação.
    Se existissem pessoas lá dentro que realmente amassem a APD nunca chegaríamos a esta situação.
    Portuguesa precisa virar um clube empresa urgente, caso contrario em breve viveremos só de recordações.
    A Lusa ainda sobrevive por conta de sua torcida fiel e apaixonada.

  3. Já mandei fazer o carimbo com aqueles dizeres que comentei em postagens anteriores.
    “Dos tempos em que jogávamos de igual para igual com times grandes, em competições maiores e em estádios descentes ! “. (bis)
    .

  4. Pois é, prezados…
    Época na qual a Portuguesa ainda era grande.
    Inclusive, nesse jogo, ganhavamos de virada quando Euller empatou de cabeça.
    Tivéssemos mantido a vitória jogariamos a final por dois resultados iguais, ou seja, com os resultados obtidos contra o Grêmio, seriamos campeões…

  5. Saudades. Que fase aquela! Era jovem e cheio de esperança! Hj , com a barba,”quase” branca, não vejo aquela tão sonhada luz no fim do túnel…espero estar muito enganado e que 2022 seja a reação na nossa Lusa tão querida!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here