Foto: Marielly Dias/AA Aparecidense

Além de Paulo Roberto, que já conversou com a diretoria da Portuguesa, outro nome surgiu em pauta no clube nas últimas horas. Trata-se de Márcio Fernandes, de 56 anos. Ex-técnico de Comercial, Vila Nova-GO, Botafogo-SP, entre outros, o comandante revelou que o seu empresário vem conversando com a diretoria rubro-verde.

“Comigo propriamente ninguém conversou. Teve uma conversa com o meu empresário, mas ele ainda não me passou nada. Falei com ele por volta das 18h e ele disse que estava conversando. Agora não sei como está”, disse ao NETLUSA.

Caso acerte com a Portuguesa, o treinador não quer apenas cumprir tabela na Série A2, embora a situação da equipe seja difícil. “Simplesmente só para assumir eu não tenho interesse. Gostaria de ir para a Portuguesa com o pensamento de ainda buscar essa classificação. Ainda restam sete jogos e acho que ainda dá, mas para isso precisa mudar alguma coisa”, afirmou.

Técnico do Vila Nova-GO nas quartas de final da Série C de 2015, quando enfrentou a Portuguesa, Márcio revelou um lado sentimental que o faria acertar com o clube. “Uma das coisas que me faz pensar em ir para a Lusa é porque meu pai era português, e no dia daquele jogo contra o Vila Nova-GO, ele faleceu. Acho que ele ficaria contente com isso”, declarou.

Além de dirigir o Vila Nova naquele fatídico dia para a torcida lusitana, Márcio era o comandante do Botafogo-SP na Série C de 2016, quando o clube de Ribeirão Preto goleou a Portuguesa por 5 a 0, em pleno Canindé. “Não sei se a torcida gosta muito de mim por causa desses jogos, mas tenho um carinho grande até pelo meu pai”, concluiu.

O último clube do treinador foi o Aparecidense, de Goiás, clube que comandou em quatro jogos do Campeonato Goiano deste ano.