Foto: Rubens Cavallari/Folhapress

Lucas Ventura, para o Portal da Band

Anunciado como novo técnico da Portuguesa nesta terça-feira, o experiente Estevam Soares quer aproveitar a nova oportunidade para renascer dentro do futebol, assim como o clube do Canindé. “O objetivo é recolocar a Portuguesa em um patamar melhor, principalmente nesse momento de reorganização do clube. E, ao mesmo tempo, buscar uma retomada na minha carreira”, disse, em entrevista exclusiva ao Portal da Band.

Bastante rodado no futebol brasileiro, o treinador vive um momento delicado na carreira. Já comandou grandes equipes, como Palmeiras e Coritiba. Entretanto, o seu último trabalho relevante foi no Grêmio Barueri, em 2009, há seis anos. Mesmo com a decaída, a carreira só é sustentada pela determinação, ponto citado por ele durante grande parte da entrevista. “O importante é estar sempre motivado. Sem isso, não adianta trabalhar”, afirmou ele.

Depois de 2009, Estevam até passou por outros clubes de expressão, como Botafogo-RJ e Ceará, mas sem sucesso. Neste ano, assumiu o Rio Claro no Campeonato Paulista e salvou o Galo do rebaixamento. Desde então, ficou parado. “Resolvi esperar para analisar alguns pontos”, declarou.

Um dos fatores que podem ajudar o comandante no Canindé é o conhecimento que tem do clube. Em 2008, dirigiu a Lusa durante o Brasileirão para tentar evitar o descenso, o que não aconteceu. Apesar da queda, a equipe rubro-verde, até então com atletas como Athirson, Fellype Gabriel e Jonas, foi bastante elogiada pela forma como atuava.

Seguiu na Portuguesa para o ano seguinte, mas deixou o clube logo após a derrota para o Guarani por 1 a 0, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, pela primeira rodada do Paulistão. A sua saída da Lusa até hoje não foi explicada. “Mas eu que formei aquela equipe, que teve um bom ano”, lembrou.

Passados seis anos, o treinador está de volta ao comando da Portuguesa. Mais maduro, de acordo com o profissional, de 59 anos. “O tempo é sempre bom, pois você tem altos e baixos e esse é o interessante da vida. Venho com o intuito de ajudar o clube com toda a minha experiência”.

Na primeira passagem pela Lusa, apostou em um volante (Erick) na lateral esquerda e no experiente Athirson no meio de campo, com um esquema tático que alternava do 3-5-2 para o 4-4-2. Agora, ainda não sabe qual vai utilizar. Tudo dependerá do grupo. “Já estou analisando a parte tática, mas pelo que vi em alguns jogos, o time é bom. O esquema é relativo. O importante é encontrar uma formação que o elenco se adapte”, salientou o treinador, que não confirma se vai buscar reforços. “Ainda vamos ver se precisamos”, complementou.

Grande parte da torcida da Portuguesa aprovou a chegada de Estevam Soares, que ficou visivelmente contente. Ele mantém os pés no chão e garante empenho durante o dia a dia. “Eu prometo três coisas: trabalho, trabalho e trabalho. Isso os torcedores podem ter certeza. Eles podem esperar. Vamos fazer o que puder, dentro das nossas possibilidades, para levar a Portuguesa à Série B”, concluiu.

A estreia do novo treinador acontecerá neste sábado, às 11h, diante do Juventude, no Estádio Alfredo Jaconi, pela sexta rodada da Série C.

Foto: Rubens Cavallari/Folhapress