Foto: Ronaldo Barreto/NETLUSA

Aos poucos, os jogadores da Portuguesa vão resolvendo suas situações após a eliminação na primeira fase da Copa Paulista 2019. Alguns já optaram por sair, outros sinalizam que devem permanecer, como é o caso do lateral Igor Pupinski.

“Meu interesse é continuar, tenho contrato até maio de 2021. Meu interesse é participar do Centenário da Lusa, pois sei que é uma parte muito importante na história do clube. Houve alguns rumores de times interessados, mas nada concreto”, disse ao programa Paixão Lusa, da Rádio Trianon.

O polivalente jogador, de 22 anos, ressaltou que tem um carinho especial com a Lusa, por conta do período longo que passou nas categorias de base do clube.

“Comecei aos 9 anos na Portuguesa. Fiz um teste, passei e continuei até os 14 anos. Saí porque, após um campeonato, o time acabou com a minha categoria, não sei o motivo. Apareceu para mim essa proposta da Portuguesa na Copa Paulista e fiquei muito feliz, porque foi um clube que eu cresci, passava mais tempo no clube do que em casa, pois também jogava fustal. Vestir a camisa da Portuguesa no Canindé pela primeira vez como profissional me deu um arrepio, uma alegria muito grande”, declarou.

Sobre o futuro, Igor comentou que, mesmo esperando a definição de uma nova diretoria, que pode optar pela saída de muitos atletas, os jogadores vão continuar se preparando.

“Converso com alguns atletas, os mais próximos, e a nossa expectativa é fazer um bom campeonato no ano que vem, podendo subir para o Paulistão, ser campeão (da Série A2). Esse tempo fora (sem atividade do time) também tem que servir de preparação para quando voltar a pré-temporada a gente fazer uma boa preparação”, contou.

Sem calendário para jogos profissionais, a Portuguesa apenas aguarda a eleição presidencial do fim do ano para poder começar o planejamento para a Série A2 do Paulista 2020.

Veja também: