Foto: Divulgação/Atlético-MG

O atacante Ricardo Oliveira, atualmente no Atlético-MG, falou sobre a Portuguesa, clube que o revelou. Em entrevista ao Fox Sports Rádio, na última segunda-feira, o centroavante de 38 anos explicou sua conturbada saída, no início de 2003.

“A Portuguesa me proporcionou tudo isso. Um dia voltando da Seleção Brasileira, em 2002, eu tinha propostas do futebol europeu. Falei do meu desejo de sair, para o clube ganhar um dinheiro que não investiu e para eu ajudar minha família, mas a diretoria rejeitou”, disse.

“O clube rejeitou algumas outras oportunidades até começar a atrasar os salários e outras coisas. Aí tomei a decisão de sair, e saí de uma forma que eu não queria, que foi na Justiça”, complementou.

Depois de deixar a Lusa sem o consentimento da diretoria da época, Ricardo Oliveira acertou com o Santos. O camisa 9 lamentou a situação vivida pelo clube do Canindé hoje em dia.

“A Portuguesa entra num caminho muito tenebroso, negativo. Eu, a distância, vou acompanhando. Fico triste com tudo isso. Tenho ótimas lembranças do Canindé e vejo que o patrimônio está se deteriorando. A Portuguesa sempre foi o segundo time do coração dos torcedores dos outros times. Infelizmente está passando por um momento muito crítido. Um clube que sempre revelou grandes jogadores e está passando por uma situação deprimente e triste”, concluiu.

Revelado pela Portuguesa em 2000, o atacante defendeu o clube em 85 jogos e a notou 51 gols. As informações são do Almanaque da Lusa.