Foto: Ronaldo Barreto/NETLUSA

Pela terceira e última rodada da primeira fase da Copa São Paulo, a Portuguesa enfrenta o Paraná nesta quinta-feira, às 17h15. O jogo será no Canindé e é válido pelo grupo 32. O NETLUSA acompanhará através do tempo real.

Na liderança da chave, com seis pontos conquistados, a Lusa busca confirmar a primeira colocação e seguir no Canindé na próxima fase. O clube paranaense é o terceiro, com um ponto, e ainda luta pela classificação.

Para garantir a primeira posição sem depender de ninguém, a equipe rubro-verde precisa ao menos empatar. Se perder, terá que torcer para o Volta Redonda não vencer o Santo André, às 15h.

O técnico Wendel de Freitas não tem desfalques e poderá escalar o que tem de melhor. No entanto, a tendência é que o comandante lusitano poupe atletas pendurados para não perdê-los na próxima fase, casos de Yan Cristian, Léo Guanaes, Marques e Félix. A decisão, porém, será tomada apenas momentos antes da partida.

“A expectativa é a melhor possível, de terminar com uma vitória. Vamos para cima do Paraná, que é uma equipe grande, forte e que usa muito a bola aérea. Talvez um ou outro seja poupado por causa de cartão, mas só vou decidir no vestiário”, disse o treinador ao NETLUSA.

“Todo mundo está motivado. Fiz uma palestra ontem (quarta-feira) à noite para falar da grandeza do clube e do Canindé e a importância do jogo. Lembrei também do valor de ter ido ao Museu conhecer a história do clube”, complementou Wendel.

Com isso, a Lusa deve entrar em campo com: Matheus Refundini; Gustavo Gomes, Patrick, Yan Cristian (Gegê) e Rickson; Léo Guanaes (JP), Lucca Di Giuseppe e Marques (Maicom Jesus); Naná, Davi Inácio e Félix (Allanzinho).