Mais um 1º de abril chega e algumas mentiras vêm à tona. Aproveitamos este dia, no qual muitas pessoas aproveitam para realizar as suas “balelas”, para relembrar cinco promessas feitas pelos dirigentes da Lusa ao longo dos últimos anos e que, claro, não passaram de mentirinhas.

Confira:

1ª – Paulo Futre na Lusa?

Era ano de 1995, e o presidente da Portuguesa à época, Manuel Pacheco, de olho em reforços para o clube do Canindé, confirmou a todos nas alamedas do clube que acabara de acertar com o craque Paulo Futre, ídolo da Seleção Portuguesa e que defendia o Milan-ITA no ano. O final da história, obviamente, todos já sabem.

2ª – Destaque da Copa na Portuguesa?

Em 1998, outro craque “quase” vestiu as camisas da Lusa. Depois de disputar a Copa de 1994, o meio-campista sueco Tomas Brolin, à época no Leeds United, da Inglaterra, por pouco não defendeu a Rubro-Verde quatro temporadas depois, de acordo com o vice-presidente de futebol, Ilídio Lico. O acerto, porém, nunca ocorreu.

3ª – Jogadores de seleção?

Quando assumiu o futebol da Portuguesa, em 2004, a Ability Sports prometeu mundos e fundos e, também, a contratação de três jogadores a nível de Seleção Brasileira. Resultado: foram contratados Piá, Regis Pitbull e cia.

4ª – Argentinos na Lusa?

Era 2008 e a Portuguesa disputava a Série A do Campeonato Brasileiro depois de seis anos na segundona. Em situação complicada na competição nacional, o vice-presidente de futebol à época, Luis Iaúca, prometeu contratar dois destaques da Seleção Argentina: os meias Verón e Kily González. Mas acabou acertando mesmo com outro gringo, o paraguaio Gavilán, que deixou o clube antes mesmo do término do torneio.

5ª – Volta à Série A?

Em 2014, a Portuguesa, por conta do “Caso Héverton”, disputava a Série B do Campeonato Brasileiro quando os campeonatos nacionais tiveram uma pausa para o início da Copa do Mundo. O vice-presidente jurídico do clube, José Luiz Ferreira de Almeida, confirmara que a Lusa voltaria à elite durante o torneio, o que jamais ocorreu.

E você, torcedor, lembra de outras promessas jamais cumpridas pelos nossos dirigentes?

Deixe nos comentários abaixo.