Canindé

A Portuguesa adquiriu o terreno do Canindé em 1956. Comprado do São Paulo, no local havia apenas uma pequena infraestrutura que incluía um campo para treinos, restaurante com salão, vestiários e outras pequenas dependências. Para que pudessem ser realizados jogos no Canindé atendendo às exigências da Federação Paulista de Futebol, foram construídos um alambrado, um campo oficial e uma arquibancada provisória de madeira, que acabou conferindo ao estádio o apelido de “Ilha da Madeira”.

A inauguração aconteceu em 11 de janeiro de 1956, numa partida entre Portuguesa e um combinado Palmeiras-São Paulo. O time do Canindé venceu por 3 a 2, de virada, e o primeiro gol da Portuguesa foi marcado por Nelsinho. Na gestão do Dr. Oswaldo Teixeira Duarte foi construído o primeiro anel do Canindé, com capacidade para 10 mil pessoas. O jogo inaugural, no dia 9 de janeiro de 1972, foi um amistoso entre a Portuguesa e o Sport Lisboa e Benfica, de Portugal. A Lusa perdeu por 3 a 1 e o benfiquista Vítor Batista foi o autor do primeiro gol no estádio. O jogo nem chegou ao fim, suspenso devido às chuvas torrenciais que caíam sobre São Paulo.

De início, o estádio foi denominado “Estádio Independência”. Em 1984, por decisão do Conselho Deliberativo, passou a chamar-se “Dr. Oswaldo Teixeira Duarte”, em homenagem ao presidente que o inaugurou.

FICHA TÉCNICA

Portuguesa 1 x 3 Sport Lisboa e Benfica

Portuguesa: Aguilera, Deodoro, Marinho, Calegari e Fogueira; Lonco e Dirceu (Luís Américo); Ratinho (Xaxá), Cabinho, Basílio e Piau.
Benfica: J. Henrique, Da Silva, Messias, Rui Rodrigues e Adolfo; Toni e Vitor; Nenê (Artur), V. Batista, Jordão e Simões.
Juiz: Oscar Scolfaro.
Gols: Vitor Batista, Jordão, Marinho (pênalti) e Simões (pênalti).

Em 1973, iniciaram-se as obras para a construção do segundo anel, que abrigaria as cabines de imprensa e as cadeiras numeradas. Os refletores foram inaugurados em 11 de janeiro de 1981, com a realização do Torneio do Refletores, em parceria com o Banco Itaú. O torneio contava com a participação de Corinthians, Fluminense e Sporting (POR). Na primeira rodada, a Portuguesa venceu o Fluminense nos pênaltis por 4 a 3, após empate de 1 a 1 no tempo normal, e o Sporting venceu o Corinthians por 1 a 0. Na final, realizada no dia 15 de janeiro, a Portuguesa venceu o Sporting por 2 a 0, com gols de Caio e Beca.

Hoje, o Canindé tem capacidade para 27.500 torcedores. O recorde de público aconteceu em 8 de dezembro de 1988, na partida Portuguesa x Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro, com 19.633 pagantes. As dimensões do campo são de 70,5m x 103,4m.

Fonte: AlmaLusa.net

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here