Presidente da Portuguesa ameaça acabar com o futebol do clube

Alexandre Barros cogita o fim do departamento: "Ninguém faz futebol sem dinheiro"

Foto: Rodrigo Zaim

O presidente da Portuguesa, Alexandre Barros, ameaça acabar com o futebol profissional do clube. O mandatário rubro-verde convocou uma reunião extraordinária com o Conselho Deliberativo para discutir quatro tópicos do clube, entre eles, a possibilidade do fim do departamento de futebol.

No comunicado destinado ao Conselho, Barros quer explicar o acordo trabalhista com a advogada Gislaine Nunes, além das conversas com os conselheiros Carlos Alberto Duque e Joaquim Justo dos Santos, responsáveis pelo processo que levou o Canindé a leilão.

O presidente da Lusa também deseja falar sobre a possibilidade de realizar anistia aos associados. Em relação ao futebol, Alexandre cogita o fim do departamento.

“Ninguém faz futebol sem dinheiro, tem que ter responsabilidade. Precisamos decidir o que vamos fazer com o clube”, disse, em entrevista ao Portal Uol.

A ameaça, no entanto, não deve se concretizar. Nos bastidores, muitos ressaltam que a postura do dirigente tem o objetivo de fazer com que a reunião tenha quorum.

O retorno de Luis Iaúca, que assumiu a vice-presidência de futebol, é mais um indício de que a ameaça não vai se tornar realidade.

Confira o ofício:

FAÇA AGORA
Ative as notificações do NetLusa, receba alerta de gols e todas as notícias do portal e fique por dentro de tudo o que acontece na Portuguesa. Clique AQUI e saiba mais!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here