O próximo adversário da Portuguesa na Copa Paulista conhece bem o clube. Técnico do Água Santa, Jorginho foi campeão da Série B com a Lusa, em 2011, o único título nacional da equipe.

Em entrevista ao Portal Terceiro Tempo, o ex-comandante rubro-verde lamentou o atual momento do clube afirmou ser torcedor da Portuguesa.

“Tudo que fiz como jogador e treinador lá é gratificante. É um time que agradeço por ter dado a oportunidade de conquistar tudo que tenho na vida. Sou um torcedor ferrenho da Lusa e estou triste pela situação que o clube se encontra, porque eu gostaria de ver a Portuguesa jogando a Série A”, disse o treinador, que acredita numa boa partida.

“Acho que será um bom jogo, espero contar com os meus jogadores que estão lesionados e tomara que seja uma partida bem jogada porque é assim que eu gosto de ver futebol”, concluiu.

Além da conquista da segunda divisão, Jorginho também comandou a Lusa na Série C do último ano, quando o clube do Canindé foi rebaixado.

O jogo entre Portuguesa e Água Santa está marcado para o dia 9, quarta-feira, no estádio do Canindé, pela sétima rodada da Copa Paulista.

19 COMENTÁRIOS

  1. Gosto muito dele , não tem culpa pelo rebaixamento e sim aquela diretoria .hoje com o Alexandre é com jogadores que ele conhece teríamos um bom time ,temos que lembrar que na época da barcelusa metade do time foi ele que trouxe inclusive o Edno.

  2. Gosto muito do Jorginho mas acho ele responsável direto naquela queda para a A2. Quando a diretoria não procurou o Weverton e ele acertou com o Atlético-PR, o Jorginho teve “xilique” a afastou o Weverton. Colocou o Rodrigo Calaça no gol e o resto da história todos conhecemos. Quando voltou o Weverton para o gol já era tarde demais. Mesmo assim gostaria de ver o Jorginho novamente, mas dirigindo um time montado por ele, como bem falou o Luiz Carlos em seu comentário, na Série B (que espero em 2020, apesar das lambanças com o time de futebol protagonizadas pelo Alexandre Barros).

  3. na subida consta que o sr. Iaúca levava o bicho em papel moeda, e pagava após o jogo, em pleno vestiário,os caras voavam em campo, na descida, tanto o Lupa como o Iaúca tinham se mandado para Portugal e deixaram o Jorginho se virar com as feras, sem grana, alguns foram embora e outros fingiam que jogavam, deu no que deu.
    os Rio-São Paulo eram os Nacionais de hoje, temos 2

  4. Sem jogadores de qualidade nenhum técnico faz milagres, na Barcelusa havia Marco Antônio, Edno, Ananias, Diogo, jogadores de talento, formar times com jogadores meia boca não chega a lugar algum.

  5. Não teve culpa? E quem foi que preferiu o Calaça ao weverton? Torcedor da portuguesa vai no canindé. Como não vi esse senhor lá na arquibancada, não deve torcer pra portuguesa.

  6. Me perdoe, mas torcedor ferrenho somos nós que estamos aki todo dia, brigamos entre si, pagamos sócio torcedor e estamos tds jogos no Canindé. O seo Jorge tem mais crédito que débito com nossa torcida, na minha opinião merece todo nosso respeito!! Mudando da água pra pinga….essa jaqueta da LUPO é muito loca, vc pode ir pras Malvinas que não passa frio!!!

  7. concordo com o Luiz lembro nao só disso
    como esse canalha Jorginho disse na época a TV jovem pan
    quando perdeu o jogo para a lusa disse que se perdesse para nois ia ganhar de quem

  8. Infelismente temos memoria curta todos que passaram pela lusa quando estão na pior dizem que amam a portuguesa mais trocam a lusa por qualquer valor a mais quem ama não se vende

  9. Lembrado que o propio jorginho quando tava na pior como jogador quiz voltar e a propia torcida não deixou se revoltou e não permitiu é continio velho mas não esquecido

    • Luiz, sempre lembro desta estória. Ele chegou de carro e não conseguiu adentrar o portão tomado pela torcida. Fez meia volta e ligou para a diretoria agradecendo o convite, mas dizendo que não poderia ficar contra a vontade dos torcedores. Nossos ex-jogadores são todos uns ingratos. O Zé Roberto declarava amor ao Santos nos quatro cantos da cidade. Aí foi para o Grêmio e marcou um gol no Canindé em 2012 e saiu mostrando o distintivo do Grêmio para as Tribunas de honra. Edu Marangon foi outro. Aqui em Santos dava entrevistas como se o Santos o tivesse revelado. Ignorava qualquer pergunta sobre os tempos de “Boy da Móoca”. Vou parar, porque a lista é grande.

  10. O tal Zé Roberto disse, quando estava no Grêmio, após uma derrota para a Portuguesa , por 3 x 2, que nós não chegaríamos a lugar algum.
    O cara fez meia dúzia de gol na carreira, dois contra a Lusa.
    Se, ao menos, tivesse feito unzinho na final de 96 e nos tivesse dado o título…
    Ricardo Oliveira é outro. Asqueroso !!!

  11. Concordo com todos isso é ter boa memoria esses jogadores lembram da lusa quando estão na merda Ricardo Oliveira se diz Pastor mas os Pastores que conheço tem carater e são honestos coisa esta que ele não é

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here